Blog da ENGIE Solar

10.11.2016

ENGIE pelo mundo: como estamos impulsionando a revolução energética

O desenvolvimento representa hoje um grande desafio para a economia mundial e para a operação das empresas. Quando se trata de geração de energia, buscar um modelo baseado na economia de baixo carbono requer inovação, criatividade, adaptação e resiliência para buscar novas alternativas na construção de uma matriz energética mais sustentável.

Possibilitar o acesso à energias renováveis, atenuar os impactos das mudanças climáticas, promover a segurança no abastecimento e educar para o uso racional dos recursos naturais não são tarefas simples, porém, são ideais que a ENGIE vem abraçando em seus projetos no Brasil e no mundo.

Para fazer parte de uma verdadeira revolução energética, o grupo vem buscando soluções eficientes e ao mesmo tempo inovadoras para transformar cidades e facilitar a vida de milhões de pessoas.

Dentre diversas ações, a empresa busca hoje implementar fontes diversificadas de fornecimento de gás, além de priorizar a produção de energia elétrica flexível e com baixa produção de carbono.

Como empresa, a ENGIE prioriza o conhecimento técnico não apenas aplicado a projetos de energias renováveis, mas também à eficiência energética, gás natural liquefeito e até tecnologias digitais.

Para impulsionar essa revolução energética é preciso desenvolver parcerias estratégicas com diferentes cidades do mundo, oferecendo serviços não apenas de energia, mas também de suporte e infraestrutura de engenharia, além de integração dos sistemas.

Atualmente, o grupo ENGIE atua no desenvolvimento de soluções que vão desde sistemas de comunicação e segurança, até mobilidade urbana, iluminação pública, soluções digitais e segurança pública.

Quer conhecer alguns dos projetos que fazem parte dessa revolução energética? Então confira!

 

1. Geração fotovoltaica no Brasil

Revolução energética

Apesar de ser um país com proporções continentais e alta incidência de raios solares, o potencial energético solar do Brasil ainda é pouco explorado. Em 2016, a ENGIE ingressou no mercado de geração distribuída pautada em um modelo de crescimento sustentável e pronta para enfrentar os desafios da implementação da energia solar no país.

Em pouco tempo, a empresa já ganhou o status de líder no mercado de geração distribuída para a geração solar em residências e edifícios.

A empresa busca simplificar a energia fotovoltaica, oferecendo serviços que vão desde a seleção de equipamentos, até a instalação e a manutenção dos painéis solares. Com isso, os clientes podem experimentar um processo de implantação coordenado e inteiramente integrado ao local da instalação.

Hoje, a ENGIE já conta com projetos em todos os cantos do país, oferecendo à seus clientes os melhores produtos disponíveis no mercado mundial.

 

2. Consumo consciente no Bairro Ecológico de Montpellier (França)

revolução Energética

O principal objetivo deste projeto foi proporcionar aos moradores de um bairro de Montpellier, na França, uma realidade de consumo consciente. Para isso, foram instalados equipamentos de medição que possibilitam aos residentes medir em tempo real o seu consumo de energia, evitando o desperdício e os gastos extras.

Os serviços foram conectados principalmente visando atender a população idosa do local e conta também com uma plataforma web que incentiva a comercialização e a compra de serviços locais entre residentes e vizinhança.

 

3. Eficiência energética na Câmara Municipal de Alsace (França)

Revolução EnergéticA

Nesse projeto, o primeiro passo foi a realização de auditorias em eficiência energética com o objetivo de identificar o consumo e propor soluções à cidade. Em seguida, foi realizada uma série de obras visando a renovação dos sistemas energéticos, garantindo assim a sua melhor operação e manutenção.

O projeto também visou o engajamento de estudantes quanto à economia de energia, priorizando competições e envolvendo tanto o consumo de energia como aplicativos de monitoramento, promovendo a sinergia do projeto com a gestão técnica dos prédios.

 

4. Conscientização sobre economia de energia em Cingapura

Revolução Energética

O projeto foi realizado na Nanyang Technology University de Cingapura, e teve como principal objetivo melhorar o desempenho energético da edificação utilizando uma abordagem de comportamento social.

Através de um aplicativo e jogos, o projeto visa conscientizar os participantes a respeito da eficiência energética e motivá-las quanto ao comprometimento cotidiano com a causa.

 

5. Gestão energética eficiente para a iluminação pública de Avezzano (Itália)

O projeto teve como iniciativa principal a substituição de lâmpadas antigas por lâmpadas de LED para a economia de energia. Além disso, o projeto contou com a integração de câmeras CCTV possibilitando o controle remoto e a gestão energética eficiente.

Além disso, o projeto trouxe mais iluminação artística e adaptação aos novos padrões de eficiência energética.

 

6. PPP para economia de energia e iluminação inteligente em Madri (Espanha)

revolução energética

Nesse projeto, a ENGIE buscou desenvolver uma solução integrada entre engenharia, financiamento, construção civil, informática, operação e manutenção.

Cerca de 25 mil novas lâmpadas de LED foram instaladas, representando uma diminuição de consumo de 47%. Além disso, foram implementadas estruturas de tecnologia de iluminação inteligente.

O projeto foi viabilizado por uma Parceria Público Privada (PPP) para financiar infraestruturas e promover a melhoria por meio da redução de custos.

 

7. Aplicativos para cidades inteligentes

revolução energética

 

Com o desenvolvimento da tecnologia e as relações em rede, a administração pública ganhou novos desafios e também novas propostas de gestão. Acompanhando essa tendência, a ENGIE desenvolveu o aplicativo Cit’Eazen, com foco na cidade de Marseille, França.

O principal objetivo do aplicativo é permitir que o cidadão relate problemas na cidade, mantendo o contato diretamente com o governo municipal e possibilitando novas soluções. Trata-se de um escritório virtual de apoio às autoridades, que podem acompanhar de perto os problemas da cidade por quem vive a cidade.

Outro aplicativo inteligente voltado a melhoria das questões municipais é o quase homônimo Cit’Ease, também desenvolvido pela ENGIE, com o objetivo de centralizar todas as informações relevantes da cidade como água, consumo de energia, número de visitantes, emissões de CO2 entre outros, população idosa, entre outros.

A ideia é empoderar tomadores de decisões e/ou facilitar a comunicação entre vários usuários e segmentos urbanos, tais como mobilidade e segurança por exemplo.

O objetivo desses aplicativos é promover a melhoria da integração entre o poder público e o espaço urbano a partir dos próprios cidadãos. A ideia é melhorar o meio ambiente da cidade como um todo, promovendo não apenas o desenvolvimento sustentável como a qualidade de vida dinâmica.

Todos os projetos fazem parte do “Cidades do Amanhã”, um projeto guarda-chuva da ENGIE que visa otimizar o relacionamento entre o indivíduo e os recursos da cidade, além de melhorar o relacionamento no contexto de falta de recursos e população em crescimento.

Além da sustentabilidade, esses projetos têm como foco o bem estar, o fortalecimento do cidadão e o desenvolvimento econômico.

E esse é só o começo! Quer acompanhar as ações inovadoras realizadas pela ENGIE pelo mundo e ficar por dentro do avanço da energia solar no Brasil? Inscreva-se na nossa Newsletter!

CompartilheShare on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterPin on Pinterest