Blog da ENGIE Solar

15.03.2017

5 ideias para reduzir custos em casa

Num país onde a matriz energética se baseia principalmente nos recursos hídricos, – em 2014, 65% da energia elétrica produzida no Brasil veio das hidrelétricas – eventuais crises hidrológicas possuem um impacto direto no bolso da população. Este fato tornou-se evidente após a recente crise enfrentada há dois anos, em 2014, quando a falta de chuvas ocasionou a queda no nível de água dos reservatórios, contribuindo para um aumento sensível no preço das tarifas assim como na aplicação de bandeiras tarifárias, fazendo com que o custo da energia pesasse ainda mais no orçamento familiar.

Além da crise energética, a crise política e econômica que perdura há tempos vem fazendo com que os brasileiros reduzam seus gastos de maneira geral, adequando-se a uma nova realidade que ainda não sabe quando terminará. Portanto, trazemos nessa lista 5 ideias para reduzir os custos de sua casa, permitindo utilizar seu dinheiro de forma mais eficiente. Confira abaixo!

 

1. Invista nos aplicativos de economia de energia

Quem disse que a tecnologia não está do lado de quem quer economizar? Alguns aplicativos podem se transformar em bons aliados na hora de reduzir os gastos com o consumo de energia. É o caso, por exemplo, do aplicativo “Nossa Energia”, desenvolvido pelo Instituto Akatu em parceria com a Federação Brasileira dos Bancos (FEBRABAN). A ferramenta disponibiliza ao usuário uma calculadora que identifica os gastos de acordo com os eletrodomésticos e o consumo residencial.

Outra aplicativo que também auxilia na redução do orçamento domiciliar é o Casa Virtual, que foi desenvolvido pela Furnas Centrais Elétricas. A ferramenta é capaz de simular o consumo de cada aparelho elétrico, identificando aqueles que sobrecarregam a conta de luz do consumidor.

 

2. Utilize eletrodomésticos de forma inteligente

Você já deve ter percebido que a quantidade de roupa ou mesmo de louça a ser lavada não influencia no tempo em que a máquina ficará ligada, certo? Na prática, isso significa que você pode lavar tanto um quatro quilos quanto meio quilo de roupa no programa “lavagem curta”, por exemplo, gastando a mesma quantidade de energia. Para reduzir os custos é preciso utilizar os eletrodomésticos de forma inteligente, aproveitando ao máximo as suas funções. Tanto no caso da máquina de lavar roupas, quanto de lavar louças, o ideal é sempre acumular roupas e louças antes de utilizá-las, contribuindo para o uso consciente destes eletrodomésticos.

Da mesma forma, é possível substituir o uso de determinados eletrodomésticos buscando economizar à moda antiga. Utilizar o fogão para aquecer no lugar do micro-ondas ou do forno elétrico, ou ainda, dar vida a velha e boa vassoura no lugar do aspirador de pó. Os aplicativos mencionados acima podem ajudá-lo a determinar o que substituir, de que forma, e quanto é possível economizar através destas medidas simples.

 

3. Invista em um sistema fotovoltaico

Sistemas fotovoltaicos são uma maneira prática e fácil de se reduzir as despesas com energia elétrica. Ao instalar um sistema e gerar energia através do sol, é possível reduzir as despesas até o custo mínimo a ser pago para a distribuidora, que apesar de variar de estado para estado, gira em torno de 50 reais.

Além de serem resistentes e necessitarem de pouca manutenção, sistemas fotovoltaicos permitem que você deixe de se preocupar com os frequentes aumentos nas tarifas de energia, gerando sua própria energia de forma sustentável e econômica.

 

4. Envolva toda a família no compromisso de reduzir custos

Nem sempre é fácil conscientizar todos os membros da família sobre a importância de se reduzir o consumo de energia elétrica. Porém, de nada adianta realizar uma série de medidas se todos não colaborarem da mesma forma. Em geral, quem acaba se preocupando em apagar as luzes e desligar os aparelhos eletrônicos é quem paga a conta, no entanto, é possível mudar esse cenário de forma bastante criativa.

Uma dica para quem quer envolver todos os familiares em uma missão de economia é estabelecer uma espécie de jogo, incentivando ações que possam reduzir a conta de luz. O primeiro passo é reunir a família e mostrar a real situação de consumo, estabelecendo uma possível meta de redução. Em seguida, estabeleça pontos para atitudes simples como não desligar a TV antes de dormir ou tomar banhos curtos, por exemplo, permitindo que os jogadores se sintam estimulados a evitar tais ações. Por fim, estabeleça recompensas tanto para as ações quanto para o alcance da meta, fazendo com que toda família se reúna em benefício da economia. Além de ser uma alternativa bastante divertida, pode ajudar a desenvolver o espírito coletivo dentro de casa.

 

5. Troque as lâmpadas antigas

Talvez essa medida pareça tão simples que é difícil afirmar que se trata de algo inovador. Porém, muita gente ainda não sabe que a substituição das lâmpadas incandescentes pode gerar uma grande economia na conta de luz. Para conhecer um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens desses diferentes tipos de lâmpadas, veja nosso post “Fluorescentes X LED: quais são as lâmpadas mais econômicas?”.

Mudar hábitos não é uma tarefa simples e, quando se trata de economia doméstica, é fundamental rever algumas ações que acabam gerando o consumo excessivo de energia no final do mês. A energia elétrica é algo essencial a vida moderna, porém, isso não significa que ela não pode ser utilizada de forma racional e sem excessos. Vale a pena tentar. O seu bolso agradece!

Quais as medidas que você realiza para economizar com energia? Tem dúvidas sobre como a energia solar pode promover mais economia para a sua casa?

CompartilheShare on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterPin on Pinterest